PLR: Golpe a vista
01 de dezembro de 2011 | Autor: Intersindical Neoenergia
Fonte: Intersindical Neoenergia

Durante a negociação, a direção da Neoenergia sinalizou um golpe em relação a PLR dos trabalhadores. Segundo a direção do grupo, os indicadores mostram uma diminuição da PLR para este ano. A Intersindical rechaçou com veemência qualquer tentativa em que os trabalhadores tenham que pagar o pato mais uma vez para ampliar o lucro dos acionistas.


É preciso lembrar que as empresas continuam ampliando o lucro todos os anos. Não há possibilidade, portanto, de aceitar qualquer redução no pagamento da PLR. Segundo a Intersindical, as regras de distribuição imposta pela holding é nefasta, já que sacrifica apenas quem produz verdadeiramente o lucro.


Os dirigentes sindicais deixaram claro para a direção da Neoenergia que não aceitarão qualquer prejuízo para os trabalhadores em razão da manutenção dos altos lucros do grupo. “Sinalizamos desde ano passado que é necessário rever a regras para o pagamento da PLR. O modelo atual é perverso, pois exige o cumprimento de metas inatingíveis. Propomos nossa participação com base no lucro. Se necessário, vamos até as últimas consequencias para garantir os interesses dos trabalhadores”, lembrou Paulo de Tarso.