Números vergonhosos na primeira rodada com a Neoenergia
01 de dezembro de 2011 | Autor: Intersindical Neoenergia
Fonte: Intersindical Neoenergia

Cercada de bastante expectativa, a primeira rodada de negociação da campanha unificada dos trabalhadores do grupo Neoenergia foi realizada nesta quinta, 01, em Salvador. Estiveram presentes os dirigentes Paulo de Tarso (FNU), Regino Marques e Cristina Brito, do Sinergia; Pedro Damásio, Paulo Barateiro e José Fernandes, do Sitern; e André Monteiro e Edson Alves, do Sindurb.


Os dirigentes sindicais iniciaram a reunião cobrando agilidade nas negociações por parte da direção da holding, já que em todas as empresas, mesmo após várias rodadas, há poucos avanços obtidos nas pautas especificas. Pressionada, a direção da Neoenergia apresentou a seguinte proposta:

Reajuste: 7,00% (INPC+0,34% GR);
Abono: R$ 760,00
Ticket: reajuste de 10%, mantendo os mesmos critérios; valor unitário R$ 19,42
Estabilidade: 30 meses indenizável para as três empresas;
Data base: Novembro, sendo: cláusulas financeiras anualmente; clausulas sociais, bianual.
Fundação: propõe discussão na pauta específica 
Conselho de administração Celpe/Cosern: discussão na pauta específica;    

Na opinião da Intersindical, os representantes patronais não vieram para esta reunião com disposição para apresentar uma proposta à altura do que merece os trabalhadores. Os números propostos pela são menores do que os do ano passado, o que demonstra o descaso da Neoenergia nesta campanha. “É lamentável que os responsáveis pelo lucro acumulado da Neoenergia ao longo dos anos sejam tratados dessa forma. Exigimos uma proposta que contemple o suor diário de cada trabalhador”, frisa Jose Fernandes, coordenador da Intersindical, que apresentou, em nome dos sindicatos, a seguinte contraproposta:


Reajuste salarial – 14,4%;
Tickte – desconto de 1% e valor mensal de R$ 23,00 (R$ 506,00/ mês) + 13º talão.
Abono – R$ 3.500,00
Estabilidade no emprego – 40 meses para Celpe, Cosern e Coelba mantidas as regras atuais de cada empresa;
Fundação – Conforme pauta;
Vigência e data base – outubro e vigência de 01 ano;
Conselho de Administração – Manter a pauta