SINTERN exige manutenção do auxílio-creche
26 de janeiro de 2012 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

A direção do SINTERN cobrou da COSERN a manutenção do auxílio creche nas mesmas condições dos anos anteriores. Os convênios prometidos pela Empresa não foram até o presente momento firmado. Este descaso da Companhia deixa as trabalhadoras em difícil situação com os seus filhos e dependentes que são atendidos pelo benefício.


    A COSERN apresentou em mesa de negociação uma pesquisa realizada em diversas escolas e creches de Natal/RN na qual mostrou que o valor de R$ 456,88 pago pela Empresa era suficiente para atender os seus empregados. Entretanto, as trabalhadoras reclamaram em assembléia com justiça deste valor negociado.


    O SINTERN pediu providencias para a COSERN sobre o caso quando ficou comprovado que a Empresa havia apresentado uma pesquisa que não espelhava a verdade de mercado. Desta forma, a Companhia se comprometeu a fazer convênios com creches para atender as expectativas das trabalhadoras.


    A COSERN garantiu ao SINTERN que neste ano manterá os mesmos critérios para pagamento do auxílio creche.