Mobilização deve continuar para exigir a imediata renovação das concessões
17 de agosto de 2012 | Autor: Movimentos sociais
Fonte: FNU

A categoria permanecerá em alerta para enfrentar os novos desafios futuros. “Teremos que aumentar nossa capacidade de organização e de enfrentamento, pois os horizontes que se anunciam para 2013, diante de uma crise econômica mundial e da situação de incertezas sobre a renovação das concessões, exigirão o máximo de empenho para continuar avançando em novas conquistas”, diz o informe da FNU.

Umas das pautas dos trabalhadores era que o governo fizesse um acordo em favor da renovação das concessões do setor elétrico que vencem a partir de 2015, para que esta venha favorecer os consumidores domésticos com redução da tarifa de energia e fortalecer as empresas estatais.

Segundo Franklin, esse acordo foi feito e será criada uma comissão paritária para discutir os impactos das concessões para as empresas do setor. “Este é um avanço bastante significativo, pois revela que a campanha que está sendo feita está tendo resultados positivos, principalmente porque quem perde se não acontecer a renovação serão os trabalhadores.”

Com relação às negociações com o governo federal, o presidente da FNU disse que estas semanas foram de uma conjuntura nacional extremamente favorável, pois inúmeras categorias de servidores federais estão em greve e isso obrigou o governo a tomar postura de dialogar com o movimento grevista. “Neste sentido fizemos reuniões com a Secretaria Geral da Presidência e com o Ministério de Minas e Energia, que acabaram influenciando na negociação de ontem”, concluiu Franklin.