Notícias Gerais

Lucro de um lado, migalhas do outro!

Neoenergia amplia lucro com suor dos trabalhadores, mas na hora do reconhecimento frustra categoria oferecendo migalhas como recompensa

Não faltou persistência e argumentação dos dirigentes sindicais para sensibilizar a Neoenergia na negociação realizada na última quarta, 28, em Recife.

A expectativa dos dirigentes sindicais era de que a holding apresentasse uma proposta à altura da dedicação de cada trabalhador do Grupo. Entretanto, mesmo diante da solidez financeira que a Neoenergia passa, a bancada patronal trouxe uma proposta rebaixada, que considerarmos, no mínimo, como migalha.

Se por um lado a negociação não trouxe boas notícias para a categoria, por outro, revela (mais uma vez) o desprezo da Neoenergia em relação aos seus trabalhadores. O descaso é demonstrado de várias formas, a proposta insignificante é apenas mais uma. O golpe que a holding está tentando aplicar, através da criação da famigerada NÉOS, nas nossas Fundações é outro. Quer mais? Então que tal lembrar a falta de avanços nas negociações da PLR, onde a Neoenergia tenta impor um limitador no pagamento? Sobre essa questão, a Intersindical já deixou claro que não vai aceitar retrocessos. Ainda não está convencido do descaso da Neoenergia? Então podemos falar sobre as demissões injustas que acontecem nas empresas.

Pois bem, de um modo geral, o que se comprova é uma política de desvalorização dos trabalhadores, ampliada, sobretudo, após a Iberdrola assumir o controle acionário da Neoenergia. Os espanhóis fizeram questão de mostrar suas credenciais com o processo selvagem de demissões que segue ainda segue acontecendo nas empresas.

 

PROPOSTA REBAIXADA

Em relação a proposta apresentada pela Neoenergia, a Intersindical considera os números uma verdadeira afronta, já que não coincide com o momento financeiro atual. Para se ter ideia, o lucro da holding é de 4 milhões por dia. Seu lucro cresceu 196,6% no 2º trimestre e, além disso, apurou lucro líquido de R$ 383,4 milhões no segundo trimestre deste ano, volume 196,6% maior que o apurado em igual período do ano passado.

Curioso que o comunicado “Minuto Neoenergia” sobre a negociação, a empresa apresenta sua proposta e fala em suas “possibilidades financeiras para manter a empresa sustentável”, o que soa como um verdadeiro deboche.

Confira a proposta da holding e a contraproposta da Intersindical.

 

ATENÇÃO: ASSEMBLEIAS INFORMATIVAS NOS ESTADOS DIA 03/12 (SEGUNDA), ÀS 8H

Deixe uma resposta